Notícias
Voltar
Quem vai viajar?
Vencedores das categorias sub-12 vão representar o Brasil em Mundial

Participar de um torneio como a PlayFC Copa da Amizade, pelo simples fato da participação, já é sensacional. Receber os valores passados pela plataforma, ter o esporte como ferramenta de educação e transformação, estar ao lado dos amigos, dos familiares, professores, sentir o gostinho de representar sua escola, com muita gente assistindo e torcendo por você, ter a oportunidade de decidir um jogo, comemorar um gol, vestir uniformes feitos especialmente para o torneio, são situações impossíveis de serem descritas.

Mas, além de tudo isso, todos têm o sonho, e querem, ser campeões, de conseguir uma medalha, um troféu. Tudo isso faz parte do pacote quando se disputa um campeonato. E, se além de todas essas emoções, ainda, como parte da premiação aos campeões, fôssemos convidados para representar o Brasil em um torneio mundial nos EUA. Será que conseguiríamos reproduzir o sentimento que toma conta desses jovens, pouco antes da decisão?

Graças à Danone, patrocinadora oficial da Copa da Amizade, poderemos realizar o sonho de muitos alunos e professores. Como parte do projeto da empresa, de dar uma vida saudável para seus consumidores por meio da prática esportiva, todo ano acontece a Danone Copa das Nações. Ela reúne os campeões de todo o mundo para um torneio mundial, que terá a próxima edição realizada nos EUA em agosto, mas que já aconteceu em diversos países. 

Os dois representantes desse ano sairão da Copa da Amizade, categoria sub-12 masculina e feminina. Pela primeira vez na história, a categoria feminina também será contemplada. A introdução do campeonato das meninas deve-se a crescente procura pelo esporte, além de fortalecer valores como igualdade e diversidade. “Antes mesmo da Copa da Amizade começar, a ansiedade das crianças por notícias sobre o torneio da Danone era imensa. O que era necessário levar, como chegariam até lá e se a mãe deixaria ir eram perguntas frequentes”, relata Silvia Bonifácio, professora de educação física da Escola Estadual Professora Dulce Ferreira Boarin, zona norte de São Paulo.

Mas antes de todo esse sonho acontecer, temos a última, e decisiva, fase da PlayFC Copa da Amizade. Os professores terão trabalho para conter a ansiedade da garotada, mas isso também faz parte do esporte. “Vamos com calma, pois ainda não ganhamos nada, respeitando sempre os adversários. Mas se ganharmos, será difícil dormir até o dia do início do campeonato”, revela Luciano Tucci, professor de esportes do CEU Tiquatira, e um dos que ainda estão na briga pelo título da categoria sub-12 masculina.

PlayFC Copa da Amizade, 100% Danone

Fred Paredes, redação PlayFC







© 2021 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.