CLUBES
Voltar
Figueirense
(Figueira)
Fundação: 12/06/1921
O time de calções negros

O futebol atravessava um processo de decadência na década de 1920 em Florianópolis. Inconformado com a situação, um grupo de amigos resolveu discutir a fundação de um novo clube. Liderado por Jorge Albino Ramos, o grupo passou a reunir simpatizantes para que o sonho se tornasse realidade. E isso foi acontecendo pouco a pouco. Até que chegou o dia 12 de junho de 1921, data da reunião que oficializou a fundação do Figueirense Foot-ball Club.

João Savas Siridakis, também conhecido como Janga, e um dos mais entusiasmados com a ideia, foi quem escolheu o nome. Como a maioria dos encontros era na figueira, famosa árvore centenária localizada no centro da capital catarinense, nada mais justo do que a nova agremiação ter esse nome.

Foi assim que o Figueirense iniciou sua trajetória. Em 1924, disputou o primeiro grande clássico contra o Avaí, considerado o de maior rivalidade de Santa Catarina. Na década seguinte, o clube se consolidou ganhando títulos e conquistando um tricampeonato catarinense, além de muitos torcedores ― que se empolgavam a cada novo jogo do time de calções negros, como ficou conhecido.

Mas o que é a história de um time sem seus ídolos, aqueles que ganharam partidas, foram monstros em finais de campeonato, goleiros que garantiram aquele resultado salvador e zagueiros que ganharam a torcida com sua raça? Carlos Moritz, o grande goleador dos anos 1930 com 94 gols; Albeneir, outro centroavante e que é um dos grandes artilheiros do Figueira, com 93 gols; Fernandes, o maior artilheiro do clube em todos os tempos; Edson Bastos, o arqueiro campeão de 2002, 2003 e 2004. Imortais na galeria de heróis do Figueirense.

Orlando Scarpelli
Site oficial do Figueirense (http://www.figueirense.com.br)

Os anos 1940 foram pródigos para o Figueirense, e foi nessa época, especificamente entre 1944 e 45, que Orlando Scarpelli, um apaixonado pelo alvinegro, presidiu o clube.

Preocupado em construir um estádio para seu time e em desenvolver o futebol catarinense, Scarpelli fez um acordo com o governador da época, Aderbal Ramos da Silva: cada um se responsabilizaria em doar terras aos times da capital.

Scarpelli doou o terreno e foi atrás de recursos para a construção do estádio do Figueirense. Desde então, mesmo afastado das funções de presidente do clube, fiscalizaria as obras e, sempre que solicitado, auxiliaria o clube com seu espírito empreendedor.

No dia 12 de junho de 1960, o estádio Orlando Scarpelli foi parcialmente inaugurado. A homenagem não poderia deixar de acontecer, já que Orlando foi peça chave na construção da casa alvinegra. Mas ainda faltava muito para a finalização da obra, que foi concluída apenas no início dos anos 70. É por conta de tanto esforço, dedicação, luta e suor que os torcedores do Figueira amam assistir aos jogos no time no Scarpelli. Segundo os alvinegros, “não há nada melhor do que ver o Figueirense jogar no nosso estádio!”.  





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.