CLUBES
Voltar
Colo-Colo
(Cacique, El Popular)
Fundação: 19/04/1925

 

Colo-Colo é o nome de um cacique da tribo Mapuche, que viveu em meados do século 16. Conta a história que ele foi um grande líder local, considerado herói na resistência contra o domínio espanhol em terras onde hoje está o Chile. Quatro séculos depois, um dos mais tradicionais times chileno adotaria o nome do Mapuche para defender seu futebol.

O Club Social y Deportivo Colo-Colo foi criado em 19 de Abril de 1925, por dissidentes do antigo clube Magallanes. Os jogadores mais jovens da equipe queriam jogar mais e atuar profissionalmente. Liderados pelo maior nome da história do Colo-Colo, David Arellano, o grupo decidiu criar seu próprio clube.

Naquele mesmo ano, a jovem equipe começou a mostrar seu futebol. Em 1927, o time faria uma turnê pela Europa, que terminaria em uma tragédia. Na partida contra a Real Unión Deportiva de Valladolid, Arellano (que era capitão do time) sofreu uma grave falta, que resultou em uma peritonite e em sua morte, no dia seguinte.

A irreparável perda não deixou o time esmorecer. Na volta ao Chile, o Colo-Colo prosseguiu exibindo seu futebol ― com novas técnicas e jogadas ensaiadas. Em 1933, ajudou a fundar a Liga Profesional de Football de Santiago, sendo o único time a ter participado de todos os campeonatos oficiais do país.

Ao longo do século 20, o clube venceu dezenas de títulos nacionais e foi a primeira equipe chilena a conquistar a Copa Libertadores da América, em 1991. Junto com o Universidad de Chile, seu maior adversário, disputa o Superclássico. Como celebra o hino do time, “su nombre vibra desde el mar a los Andes y hay en sus triunfos esfuerzo y emoción”.

Palco
De Axelitoh - Trabalho própio, Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=6651290

Em seus primeiros anos, o Colo-Colo jogou em vários campos espalhados por Santiago. Em 1928, o time passou a mandar seus jogos no complexo esportivo dos Campos de Sports de Ñuñoa ― terreno onde seriam disputados o Campeonato Sul-americano de 1926 e a final da Primeira Divisão do Chile, em 1933.

Em 1938, a construção do Estádio Nacional levou o time a mandar seus jogos em novo palco. O estádio foi inaugurado em 3 de dezembro daquele ano, com uma partida entre Colo-Colo e o brasileiro São Cristóvão, que a equipe da casa venceu por 6 a 3.

O sonho do próprio estádio começou a tomar formas na década de 1950. Em 1956, o clube comprou um terreno na região sul de Santiago para erguer seu glorioso palco. O novo estádio seria construído como uma das sedes da Copa do Mundo de 1962. Em 1960, no entanto, o terremoto que afetou o sul do Chile fez o governo mudar de ideia: as partidas da Copa seriam disputadas somente nos estádios que já estavam prontos.

Com isso, as obras ― e o sonho ― precisaram esperar mais um pouco. Apenas em 1975 o Estádio Monumental David Arellano seria concluído e inaugurado, em uma partida na qual o Colo-Colo venceu o Aviación por 1 a 0. O novo gramado recebeu mais alguns jogos, mas precisou de muitos ajustes e fechou as portas para mais obras.

O alto custo impôs um ritmo lento à construção. E somente em 1989 o Monumental foi reaberto. De lá para cá, o estádio foi reformado algumas vezes para atender às exigências do futebol internacional. Agora, o Monumental tem a estrutura que o tamanho e a importância do Colo-Colo sempre exigiram.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.