CLUBES
Voltar
Santa Cruz
(Santa)
Fundação: 14/02/1914
O mais querido

14 de fevereiro de 1914. O grupo de 11 rapazes que jogava bola nas ruas da Boa Vista, região central do Recife, decide fundar um time de futebol. Já que não podiam frequentar os requintados clubes da capital pernambucana, onde o esporte começava a ser praticado pela elite da cidade, eles teriam seu próprio time.

Além de ter sido fundado por um grupo de jovens de baixa renda, o que era bastante inusitado em se tratando do futebol do início do século 20 no Nordeste, o time deixaria outra marca para a história do futebol em seu estado. Era o primeiro clube da região a ter um negro entre seus fundadores. Seu nome era Teófilo de Carvalho e, assim como os demais membros do grupo, não só fundou o time, como era dirigente e jogador da nova agremiação.

A identificação do Santa Cruz com as camadas populares do Recife e também de Pernambuco foi imediata. O Santa era o time do povo. Em 1915, o time já participaria do recém criado campeonato contra os clubes da cidade. Os dois primeiros jogos surpreenderam. Contra o Rio Negro, o Santa marcou 7 a 0. Na revanche, decretada pelo time derrotado (que também exigiu a saída do jogador Sílvio Machado, marcador de cinco gols), a vergonha foi ainda maior: 9 a 0 para o Santa, com seis gols de Carlindo, substituto de Machado.

Único time de Pernambuco que participou de todas as edições do campeonato estadual ― conquistado diversas vezes ―, o Santa foi o primeiro clube da região Nordeste a derrotar um time do Rio de Janeiro. Venceu o Botafogo, em 1919, por 3 a 2.  “O time dos meninos”, como era chamado, nasceu vitorioso.

Palco
Por Jrnicolas - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=29460623

Seguindo sua identidade popular, o Santa Cruz começou a jogar no Campo do Derby, em frente ao Mercado do Derby. Sem muros ou arquibancadas, o campo permitia que todos os interessados assistissem gratuitamente às partidas do clube.

Até a construção de seu glorioso palco, o time passou pelos bairros recifenses de Afogados e Campo Grande. Na década de 1940, o Santa se instalou na avenida Beberibe, na zona norte do Recife, onde construiria o estádio do Arruda. O terreno do estádio foi recebido pelo time por uma doação da prefeitura, em 1954 ― razão pela qual o estádio recebeu o nome de José do Rego Maciel, prefeito da cidade na época. A construção da nova casa, no entanto, esperou mais onze anos.

Foi da venda de títulos e cadeiras cativas que o Santa conseguiu dar início às obras do estádio. No começo da década de 1970, o time realizou a Campanha do Tijolo, que reuniu os torcedores em uma impressionante mobilização para finalizar o novo palco. Além de material de construção, os torcedores participaram da obra, oferecendo seus diferentes serviços. De pedreiro a engenheiro civil, de encanador a mestre de obras. Todos juntos conseguiram erguer o maior estádio de Pernambuco, inaugurado no dia 4 de julho de 1972, em uma partida que terminou em 0 a 0 contra o Flamengo.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.