CLUBES
Voltar
Londrina
(Tubarão, LEC)
Fundação: 05/04/1956

“Se Rolândia pode ter uma equipe capaz de enfrentar o Vasco em condições de igualdade, por que não poderia acontecer o mesmo em Londrina?”. A pergunta, que impulsionaria a fundação do Londrina Esporte Clube, foi feita pelos irmãos José Luciano e Luiz de Andrade, em 1956. Antes de se mudarem para Londrina, eles viviam em outra cidade do norte do Paraná, Rolândia, onde haviam criado um clube chamado Nacional. Pois foi o Nacional que enfrentou ― e venceu por 3 a 2 ― o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro.

Junto de outros entusiastas, os irmãos se reuniram no restaurante do italiano Pietro Calloni para tratar da criação do novo clube. Também amante de futebol, Calloni logo se juntaria ao grupo, que foi ocupando cada vez mais espaço em seu estabelecimento. A fundação do time aconteceria oficialmente em 5 de abril de 1956, no salão do Hotel Monções, com a presença do prefeito de Londrina. Naquela reunião, foi eleita a diretoria da agremiação e escolhido o primeiro técnico do time (José Luciano de Andrade), também mediante uma eleição.

O passo seguinte seria montar a equipe. Depois de realizarem várias peneiras com jogadores amadores da cidade, os dirigentes do Londrina resolveram compor o time com atletas vindos de outros clubes do Brasil. De São Paulo, foram contratados jogadores da Portuguesa. Do Rio, atletas do Flamengo e do Botafogo.

Em seu ano de estreia, o LEC venceu o Citadino de Londrina, que seria conquistado diversas outras vezes ao longo de sua trajetória. Em 1957, o recém-criado time ganharia o Campeonato do Interior Paranaense, que também venceria muitas outras vezes. Em 1962, o time conquistaria o Campeonato Paranaense, depois de vencer o Coritiba por 4 a 2.

O apelido tubarão surgiu na década de 1970, quando o LEC apresentou uma grande equipe para disputar o Estadual e o Campeonato Brasileiro. Naquela época, inspirados pelo filme Tubarão, jornalistas paranaenses deram o apelido ao time, que engoliria todos os adversários.

Além de torneios regionais e estaduais, o tubarão venceu o Campeonato Brasileiro da Série B, em 1980. Na conquista da Taça de Prata, a equipe passou por clubes como o Atlético Paranaense, o Criciúma e o Grêmio Maringá. A final, contra o CSA, lotou o Estádio do Café. Cerca de 36.500 pessoas acompanharam o tubarão bater a equipe alagoana por 4 a 0.

Conquistas e glórias que fizeram do Londrina um time grande, com uma torcida numerosa e apaixonada. Os fundadores do clube, nos idos anos 1956, estavam certos. Afinal, se Rolândia podia ter uma equipe capaz de enfrentar o Vasco em condições de igualdade, por que não poderia acontecer o mesmo em Londrina?

palco
Por Luxxem - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=32251212

As primeiras partidas do LEC foram disputadas no Estádio Vitorino Gonçalves Dias, mais conhecido como VGD. Construído nos anos 1940, o palco é propriedade da prefeitura de Londrina, e o LEC tem a concessão de seu uso. A primeira partida oficial aconteceu em 24 de junho de 1956. Foi um amistoso entre o Londrina e o extinto Corinthians de Presidente Prudente, que terminou empatado em 1 a 1 e que levou ao estádio seu recorde de público: 18 mil pessoas. Depois de várias reformas e remodelações, o VGD teve sua capacidade limitada a 10 mil espectadores.

A partir da segunda metade dos anos 1970, o LEC passou a mandar seus jogos no Estádio Municipal Jacy Scaff, conhecido como Estádio do Café. O palco foi erguido rapidamente, para que o Londrina pudesse participar do Campeonato Brasileiro de 1976. No dia em que abriu suas portas, em 22 de agosto daquele ano, aproximadamente 50 mil pessoas lotaram as recém-construídas arquibancadas para ver o LEC enfrentar o Flamengo. O jogo terminou empatado em 1 a 1. Mas o primeiro gol marcado no gramado foi do jogador londrinense Paraná.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.