CLUBES
Voltar
Confiança
(Gigante Operário, Dragão)
Fundação: 01/05/1936

Joaquim Sabino Ribeiro Chaves, Epaminondas Vital e Isnard Cantalice queriam fundar um clube no bairro Industrial de Aracaju, para a prática do basquete e do vôlei ― ideia que ganhou força depois de um bem-sucedido torneio de vôlei organizado pelos três. Ficou, então, decidido: no dia 1º de maio de 1936, em Aracaju, seria fundada a Associação Desportiva Confiança.

O futebol começou a ser praticado pela ADC somente em 1949. No ano seguinte, a primeira disputa do Campeonato Estadual e, em 1951, o primeiro título, conquistado com uma goleada de 7 a 1 em cima do Passagem de Neópolis. O crescimento era evidente, mas esse desenvolvimento rápido sofreria um revés poucos anos depois.

O caso aconteceu após uma decisão controversa da Federação Sergipana de Futebol, que não deixou o time atuar em seu campo na decisão do estadual de 1955. A ADC se desfiliou da federação e fechou as portas, deixando toda a torcida operária contrariada. Mas a decisão não durou muito tempo e, dois anos depois, o Confiança voltava a disputar um jogo. Bateu o Bonsucesso carioca por 3 a 1 em um amistoso, marcando a primeira vitória de um time sergipano sobre os cariocas.

Depois desse episódio, o clube nunca mais fecharia as portas do departamento amador. Pelo contrário, o futebol ganhou força e passou a fabricar grandes talentos e a fazer grandes campanhas nos campeonatos que disputava. Que torcedor do Confiança não se lembra do raçudo centroavante Nunes, que fazia montanhas de gols e que participou de alguns títulos da década de 1970? Ou então do carismático Luiz Carlos “Bossa Nova”, camisa 10 do time sergipano, que enfrentou o poderoso Flamengo de Zico e companhia no Maracanã em 1977?

O rubro-negro carioca foi algoz do time sergipano, não apenas ganhando a partida por 3 a 1, mas levando alguns de seus atletas, como Nunes, que depois tornou-se campeão mundial pelo Fla. Histórias de um time que nasceu vencedor, fruto da persistência, do sonho e da confiança de três jovens.

palco
Site oficial do Confiança

Caverna do Dragão é o estádio do Confiança, verdadeiro pesadelo para os adversários que atuam por lá. Acanhado, o campo vira uma arapuca em dias de jogo do Gigante Operário.

Inaugurado em 1º de maio de 1955, o estádio Proletário Sabino Ribeiro, padrinho do time na época de sua construção, possui capacidade para quatro mil pessoas. A partir de 2011, passou por várias reformas em seu gramado, vestiários e acomodação para torcedores e imprensa.

Foi por conta de seu estádio que o Confiança fechou as portas em 1955, pois ele foi deixado de lado sem explicações pela Federação Sergipana de Futebol no momento da decisão do campeonato daquele ano. A federação queria que os dois jogos acontecessem na casa do Sergipe, que já havia sido derrotado na primeira partida em sua casa por 3 a 1.

Mas foi lá também as maiores alegrias que o clube passou em quase toda a sua história. Vitórias heroicas, resultados inesperados, conquistas e muita interação dos torcedores com o time. Caverna do Dragão, orgulho da torcida azulina.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.