CLUBES
Voltar
Caxias
()
Fundação: 00/00/0000

As equipes do Rio Branco e do Ruy Barbosa não estavam conseguindo enfrentar o poderoso Juventude e outros rivais em igualdade de condições. Germano Pisani, presidente do Rio Branco, foi até Silvio Toigo, presidente do Ruy Barbosa, para propor a fusão entre os dois times. A ideia foi bem recebida e, no dia 10 de abril de 1935, os dois clubes fundavam o Grêmio Esportivo Flamengo.

Poucos meses depois, a primeira partida oficial mostraria que a decisão tinha sido acertada. O recém-criado clube venceu justamente o Juventude por 3 a 1. Nas décadas seguintes, bons períodos se revezaram com tempos difíceis. Entre os torneios conquistados, o time foi bicampeão do Campeonato de Caxias (1947-48). No início dos anos 1960, fez uma excursão para a Argentina, onde venceu as 12 partidas que disputou. No final da década, em 1969, conquistou o título do interior gaúcho.

A década de 1970 marcaria uma série de transformações no clube. A primeira delas foi a parceria com o ex-rival Juventude, que fez nascer a Associação Caxias de Futebol. Mas a união seria desfeita apenas três anos depois, quando o Juventude reabriu seu departamento de futebol.

Foi dessa separação que nasceu a Sociedade Esportiva e Recreativa Caxias do Sul. Em janeiro de 1976, o Caxias fez sua primeira partida oficial contra o Santa Cruz, pelo Campeonato Gaúcho. Meses depois, fez a sua estreia no Brasileiro daquele ano, tendo sido o primeiro time do interior do Rio Grande do Sul a disputar a competição.

Em 1991, o Caxias foi pioneiro mais uma vez, ao ser o primeiro time do interior gaúcho a disputar a Copa do Brasil. Estreia com vitória diante do XV de Piracicaba em casa, por 2 a 1. A maior glória do time, no entanto, ainda estava por vir. Em 2000, sob a batuta do então desconhecido técnico Tite, o Caxias foi subindo aos poucos no Campeonato Gaúcho, sem fazer alarde. Chegou à grande final contra o Grêmio (que tinha um timaço, com Ronaldinho Gaúcho, Zinho e Roger).

O Caxias faria a partida de ida em casa e a grande final no Olímpico. Surpreendentemente, o time de Tite goleou o Grêmio por 3 a 0, praticamente resolvendo a parada. Na volta, um empate em 0 a 0 confirmou a faixa. Caxias, campeão gaúcho. Uma glória jamais esquecida pela fanática torcida grená.

Francisco Stédile
Site oficial do Caxias

O Caxias queria participar do Campeonato Brasileiro de 1976 de qualquer maneira, mas havia um detalhe que precisava ser resolvido: para disputá-lo, o time devia ter um estádio. Sem casa própria, os dirigentes e os torcedores do clube começaram a se movimentar em busca do sonho.

Francisco Stedile, presidente da época, tomou a frente nas obras e mobilizou a população caxiense, ávida por ver o time disputando a principal competição do país. Resultado: sete meses depois do início das obras, o estádio estava pronto. Festa em Caxias! A celebração foi maior por conta da honrosa classificação final. Entre 54 equipes, o Caxias ficou em 15° lugar.

Hoje, o Estádio Francisco Stédile, também conhecido como Centenário, por conta dos cem anos da colonização italiana ocorrida em 1975, comporta pouco mais de 22 mil pessoas. Foi inaugurado em 12 de setembro de 1976, e já recebeu 25 mil pessoas no jogo contra o Guaratinguetá, em 2009, pela terceira divisão do Campeonato Brasileiro.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.