CLUBES
Voltar
Brasil de Pelotas
()
Fundação: 00/00/0000

O extinto Cruzeiro do Sul, time criado pelos funcionários da cervejaria Haertel, em Pelotas, não era exatamente um exemplo de união. Certo dia, quando a equipe se reuniu para o treino, alguns colaboradores colocaram uma cerca ao redor do campo e os jogadores foram convocados a fazer o mesmo, adiando o treinamento. O pedido imposto gerou mal-estar, e o que já era estranho ficou pior. Breno Corrêa e Salustiano Brito, dois jogadores do Cruzeiro, saíram de lá convencidos de que o melhor seria criar um novo clube.

Os atletas convocaram a primeira assembleia, depois vieram mais algumas e a ideia foi tomando forma. Até que foi fundado, no dia 7 de setembro de 1911, o Grêmio Sportivo Brasil. No mesmo ano, o novo clube disputaria o primeiro amistoso contra o Sete de Setembro, que terminou empatado em 2 a 2. A primeira vitória viria apenas em 1912, quando o time venceu o Tiradentes por 2 a 0. Em 1913, no primeiro campeonato profissional, o esforço do time não evitou que a equipe terminasse o torneio na última colocação.

Sem esmorecer, o time recebeu o apoio da Liga Pelotense de Futebol, que concedeu ao clube o troféu “Estímulo”, por conta da raça e dedicação demonstradas em campo. A injeção de ânimo deu bons resultados. Nas edições seguintes do Campeonato Citadino de Pelotas, a equipe passou a alcançar as primeiras colocações. Em 1917, glória máxima: o clube foi campeão invicto. Nem os mais confiantes acreditavam na campanha realizada.

Desse título em diante, o clube passou a ser o time a ser batido, conquistando o tricampeonato do Citadino e sendo convidado a disputar a primeira edição do Campeonato Gaúcho, em 1919. Os recém conquistados triunfos o credenciavam a uma boa campanha, mas seria enorme a perplexidade com o que aconteceria.

Decisão do Gaúcho contra o Grêmio. Dezesseis horas de viagem de navio a vapor até Porto Alegre e favoritismo total dos gremistas. Ainda assim, o tricolor gaúcho foi batido inapelavelmente: 5 a 1 para o Grêmio Sportivo Brasil. O clube era o primeiro campeão gaúcho da história!

Após esse grande momento, o Brasil passou a ser considerado um dos grandes do Sul do país, e muitos times o convidaram para amistosos e jogos de exibição nas décadas seguintes. A seleção uruguaia, por exemplo, queria fazer do time de Pelotas seu sparring, nas preparações para a Copa do Mundo de 1950. Mal sabiam o que esperavam os uruguaios... 2 a 1 na celeste no país vizinho.

Depois desse momento mágico, o clube realizou uma excursão de cem dias pelas Américas, e trouxe na mala um saldo bastante positivo: 28 jogos, 16 vitórias, seis empates e seis derrotas. Muitos anos depois e mais um momento histórico: o Campeonato Brasileiro de 1985. Com Felipão e Murtosa no comando, o Brasil eliminou grandes do cenário nacional. Ceará, Bahia, Ponte Preta e o campeão Flamengo foram algumas das vítimas. O Brasil terminou o torneio em terceiro lugar, na melhor campanha de um time do interior do Sul em todos os tempos.

Os fatos heróicos ficam marcados na vida dos clubes e servem para contar a história de cada um, assim como as passagens tristes. Em janeiro de 2009, quando a equipe se preparava para mais um ano cheio de torneios a disputar, uma tragédia marcaria sua trajetória. Quando retornava de um amistoso pela BR-392, o ônibus que levava a delegação do time tombou em uma curva e despencou em um barranco.

O acidente matou o preparador de goleiros Giovanni Guimarães; o atacante Cláudio Millar, ídolo da torcida; e o zagueiro, prata da casa, Régis Gouveia. Além disso, todos os demais ocupantes do ônibus ficaram feridos. Alguns atletas não voltariam a jogar por conta dos ferimentos, tanto físicos quanto psíquicos.

Mesmo assim, sem time, sem jogadores, sem condições de disputar o Gaúcho daquele ano, o Brasil foi para dentro do campo, com uma equipe montada às pressas e com muita tristeza. O time honrou seus compromissos e respeitou sua torcida. Foi rebaixado, pois não há time no mundo que consiga reverter algo dessa natureza, mas se portou como o Brasil de Pelotas: com raça, garra e coração, nas alegrias e nas adversidades.

Bento de Freitas
Site oficial do Brasil de Pelotas

Bento Mendes de Freitas foi um dos mais importantes presidentes do GE Brasil. Durante sua gestão, entre 1939 e 1941, Freitas decidiu que faria um estádio para o rubro-negro. Alguns não acreditaram que ele conseguiria, mas com muita vontade e perseverança, o dirigente levou o projeto adiante e iniciou as obras. Nada mais natural que o estádio tivesse o nome de seu mentor, daquele que superou tudo para dar ao Brasil um campo.

O Estádio Bento de Freitas possui capacidade para 18 mil pessoas, mas já recebeu pouco mais de 22 mil torcedores, em um jogo do Brasil com o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro. A partida foi no dia 18 de julho de 1985 e marca um dos momentos históricos do clube. Naquele dia, tinha tanta gente no Bento de Freitas que, na hora do Jornal Nacional, a Globo anunciou que transmitiria o jogo ao vivo, inclusive para Pelotas.

Além do campo, lá se encontram também setores executivos e administrativos do clube, o departamento amador, o pavilhão social e o salão de honra, onde estão marcadas todas as conquistas do time.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.