CLUBES
Voltar
Fluminense
(Tricolor, Flu, Nense)
Fundação: 21/07/1902

Depois de terminar seus estudos no Colégio de La Ville, na Suíça, em 1898, Oscar Alfredo Cox regressou ao Rio de Janeiro com a ideia de levar o futebol à cidade e formar um time de fluminenses. No velho mundo, Cox havia descoberto o futebol, esporte que aprendeu a jogar e a adorar.

Em 22 de setembro de 1901, depois de várias tentativas, Cox conseguiu formar uma equipe, o Rio Team, que enfrentou em sua primeira partida o Rio Cricket ― time formado por ingleses que moravam em Niterói. A nova equipe fez uma boa apresentação, e o jogo acabou empatado em 1 a 1. Os times se enfrentaram outras duas vezes, que acabaram em outros depois empates.

Os resultados deram aos jovens atletas segurança para seguir em frente. A equipe marcou uma visita a São Paulo e, em 19 de outubro de 1901, o time jogou com o São Paulo Athletic, naquela que seria a primeira partida entre paulistas e cariocas. O jogo terminou em 2 a 2, e foi sucedida por outra partida, que também empatou.

Não havia mais dúvidas: o grupo deveria fundar um clube dedicado ao futebol no Rio de Janeiro. E foi assim que surgiu, no dia 21 de julho de 1902, o Fluminense Football Club. O nome é alusivo a todos aqueles nascidos no estado do Rio de Janeiro. Cox foi aclamado presidente do clube. O primeiro jogo que o time disputaria como Fluminense ocorreu em 19 de outubro de 1902, no campo do Payssandu, contra o Rio Football Club. O placar final indicava o campeão que estava nascendo: 8 a 0 para o recém-criado time.

O Fluminense cresceu rápido, fruto da agilidade de seu presidente. As primeiras reuniões do clube eram bastante disputadas, e o quadro de sócios não parava de aumentar. Em 1904, o então presidente Francis Walter subiu o valor da joia do clube de 10 para 50 mil réis, pois o Fluminense já possuía 170 sócios e não poderia fazer jogos para todos.

Em 1910, Oscar Cox, que estava morando na Inglaterra, contratou o técnico inglês Charles Williams, que já havia trabalhado em times como o Arsenal e o Manchester City. Williams seria o primeiro técnico profissional de futebol do Brasil. O primeiro Fla-Flu aconteceria dois anos depois, em 7 de julho de 1912. O Flamengo era favorito na época, mas o Fluminense conseguiu vencer por 3 a 2.

O pioneirismo do Flu foi sempre acompanhado por muitas glórias, alegrias e grandes craques.  Como relata o site do clube, sobre a equipe que venceu o tricampeonato carioca em 1919: “Um time que, segundo o cronista Mário Filho, a torcida tricolor recitava ʻcomo um soneto de Olavo Bilacʼ: Marcos, Vidal e Chico Netto; Laís, Oswaldo e Fortes; Mano, Zezé, Welfare, Machado e Bacchi. ʻNão se podia tocar numa sílaba sem se estragar tudoʼ”.

Em 1949, o Fluminense recebeu uma honraria considerada o Nobel do Esporte: a Taça Olímpica, concedida pelo Comitê Olímpico Internacional ao país, clube ou instituição esportiva que mais se destacou em prol do esporte durante o ano.

Entre suas muitas boas fases e conquistas, o Fluminense foi imbatível entre 1936 e 1941, período em que venceu cinco Campeonatos Cariocas, um Torneio Extra, um Torneio Municipal e dois Torneio Início. Em 1975 e 1976, o time ganhou o apelido de Máquina Tricolor. Foi a época de grandes nomes, como o ídolo fluminense Roberto Rivellino. Em 1976, só um jogador tricolor, o argentino Narciso Doval, não foi convocado para integrar a seleção brasileira.

Time que mais conquistou títulos estaduais no Rio de Janeiro ao longo de todo o século 20, o Fluminense recebeu o título de Campeão Carioca do século 20. Era a consagração de uma trajetória que continua a brilhar e a conquistar mais títulos e mais torcedores apaixonados.

palco
Por Erica Ramalho, Portal da Copa - http://www.copa2014.gov.br/pt-br/dinamic/galeria_imagem/15037

O estádio das Laranjeiras, assim denominado por conta do bairro onde se encontra, foi o primeiro estádio de futebol construído no Brasil. Chamado oficialmente de Estádio Manoel Schwartz, o palco do tricolor foi inaugurado em 11 de maio de 1919, para receber o 3º Campeonato Sul-Americano de Seleções de Futebol. O torneio foi vencido pela seleção brasileira, que jogou a final contra o Uruguai, no dia 29 de maio, com o estádio das Laranjeiras lotado (sua capacidade era, então, de 18 mil espectadores). Quatro anos depois da inauguração, a capacidade do estádio seria aumentada para 25 mil pessoas.

O campo fica junto à sede social do Fluminense, projetada pelo arquiteto Hypolito Puyol e considerada uma das mais charmosas construções do Rio de Janeiro. Seu salão nobre sempre foi motivo de orgulho para os tricolores, e até hoje ainda é muito utilizado para bailes e festas. Lá foram gravados muitos filmes e séries de televisão, como Anos Dourados, Dona Flor e seus Dois Maridos. Com diversos vitrais franceses e lustres de cristal, a sede é tombada pelo Patrimônio Histórico. 

O tradicional estádio das Laranjeiras guarda muitas histórias da trajetória tricolor. Casa do Fluminense durante décadas, o palco testemunhou 18 títulos do Flu em seus gramados. Por motivos de segurança, no entanto, o tricolor passou a mandar seus jogos no Maracanã, estádio que comportaria sua numerosa torcida.

De propriedade do governo do Estado do Rio de Janeiro, o Estádio Jornalista Mário Filho é hoje casa do Fluminense, que conquistou importantes títulos no maior palco do futebol brasileiro. Em 2013, o tricolor mostrou que continuará desfilando seu futebol no consagrado gramado do Maracanã: assinou contrato de 35 anos de uso do estádio.





© 2018 PLAY ENTRETENIMENTO FUTEBOL CLUBE - Todos os direitos reservados.